+
Introdução à Teoria de Mayer sobre Aprendizagem Multimédia

Introdução à Teoria de Mayer sobre Aprendizagem Multimédia

Description:

Resumo

Este artigo foi elaborado para a Unidade Curricular de Comunicação Educacional do 5º Mestrado em Pedagogia do Elearning da Universidade Aberta.

A teoria da Aprendizagem Multimédia partilha conceitos que defendem a reduzida capacidade da memória de trabalho a curto prazo e a convição de que os alunos aprendem mais profundamente a partir de uma explicação multimédia apresentada em palavras e imagens do que se baseada apenas em palavras. Com base na análise de artigos de Richard Mayer, concluí que há razões para sustentar modelos pedagógicos que promovam uma aprendizagem mais profunda num ambiente (como texto e ilustrações) também promovem a aprendizagem profunda em outros ambientes de media (como narração e animação, em papel ou em computador.

(more)
See More
Introduction to Psychology

Analyze this:
Our Intro to Psych Course is only $329.

Sophia college courses cost up to 80% less than traditional courses*. Start a free trial now.

Tutorial

Vídeo sobre o cérebro e a aprendizagem

Introdução

Mayer coloca-nos perante uma ideia fundamental: existem vários princípios metodológicos na aprendizagem multimédia que demonstram que a associação de várias mensagens de medias diferentes aumentam a aprendizagem por parte dos alunos. Esses princípios são quatro e dizem respeito:

  • aos suportes multimédia,
  • à coerência,
  • à contiguidade,
  • à personalização.

O que a investigação de Mayer permite concluir é que os alunos aprendem pior quando o único meio/media disponível para a aprendizagem é o verbal e que se a mesma informação for apoiada noutros meios/medias a aprendizagem se torna mais proveitosa. Por exemplo, palavras (texto impresso ou discurso oral) apoiadas por imagens (estáticas ou animadas) ou quaisquer outros suportes meios/media permitem um acréscimo significativo das aprendizagens. Note-se que não se trata necessariamente do recurso a novas tecnologias para melhorar as aprendizagens: mesmo um livro com texto e imagem permite acréscimos significativos em comparação com um livro baseado apenas em texto escrito.

 

Desenvolvimento

A diversidade do termo multimédia não se tem restringido ao conceito, também se reflete na sua grafia e na pronuncia. Neste ambito deparamos com multimédia, "multimedia" e "multimidia", este último mais comum em versão brasileira.

Combinar textofruta e imagem favorece a aprendizagem (e por imagens entenda-se também vídeos e animações). É isso que enuncia o princípio multimédia  (Mayer, 2001), segundo o qual se aprende melhor quando se combinam palavras e imagens do que somente palavras. 

 E que para além de nos lembrarmos de 10% do que lemos/download/ckeditor%2Fpictures/3177/data/content/livro.jpg?1315778855 por comparação com os 50% do que vemos e ouvimos, a percentagem de informação retida aumenta significativamente quando o processo de transmissão da informação conjuga simultaneamente o oral e visual do que somente visual (após três dias passa de 20% para 65% passado três dias).

A Aprendizagem Multimédia faz-se por mensagens. A mensagem educaional multimédia é uma apresentação que consiste em palavras e imagens e que se destina a promover a aprendizagem significativa. O principal desafio da Aprendizagem Multimédia é determinar como é possível que os alunos construam representações internas significativas. metodologicamente, Mayer refere que existem quatro princípios, anteriormente referidos, que permitem essa construção.

  • Princípio multimédia - Os alunos aprendem mais profundamente a partir de uma explicação multimédia apresentada em palavras e imagens do que se baseada apenas em palavras.

 

  • Princípio da coerência - Este princípio refere-se à exclusão de palavras, imagens ou som não relevantes para o assunto. Quanto mais simples e objectiva for a apresentação do conteúdo, mais livre ficará a memória de trabalho para processar um número maior de conhecimentos. Mayer refere que as apresentaçãoes devem ser coerentes, claras e não sujeitas a sub-interpretações.

 

  • Princípio da contiguidade - Os alunos aprendem mais profundamente através de explicações multimédia quando as palavras e imagens correspondentes são apresentadas em proximidade em vez de afastadas umas das outras na página ou ecrã.

 

  • Princípio da personalização - Os alunos veêm a sua aprendizagem melhorada, quando o recurso multimédia objecto de estudo utiliza um estilo coloquial, o mesmo não se verificando, caso o mesmo recurso, apresente um estilo formal.

 

 

 

 

Educação

http://www.youtube.com/watch?v=xtZdP7aMhgY

Conclusão

O Multimédia entrou definitivamente no nosso dia a dia, seja na escola, no emprego ou em casa. A Aprendizagem Multimédia é mais apelativa, exigindo cuidados para que a "forma" não se sobreponha ao "conteúdo". Os conteúdos devem estimular mais do que um sentido, para que os formandos se envolvam mais ativamente e obtenham melhores resultados de aprendizagem.

Em conclusão, há razões para sustentar que modelos pedagógicos (educativo) que promovam uma aprendizagem mais profunda num ambiente (como texto e ilustrações) também promovem a aprendizagem profunda em outros ambientes de media (como narração e animação, em papel ou em computador). A concepção de mensagens de instrução multimédia deve ser baseada numa compreensão da natureza da aprendizagem humana. A utilização de diferentes tecnologias não altera a natureza fundamental do funcionamento da mente humana; no entanto, para na medida que as tecnologias de ensino sejam inteligentemente concebidas, elas podem servir como arma poderosa para ajudar a cognição humana.

Fontes consultadas

Carvalho, A. (2002). Multimédia; um conceito em evolução. [Online], disponível em http://hdl.handle.net/1822/489, acedido em 23 de Agosto de 2011
 

Mayer, Richard E. (2001): Aprendizagem Multimédia, Cambridge University Press, New York

Mayer, Richard E. (2003): The Promise of Multimedia Learning using the same instructional design methods across different media. [Online], disponível em http://projects.ict.usc.edu/dlxxi/materials/Sept2009/Research%20Readings/MayerMediaMethod03.pdf, acedido em 01 de Setembro de 2011

Mayer, R. & Moreno, R. A Cognitive Theory of Multimedia Learning: Implications for Design Principles. [Online], disponível em http://www.unm.edu/~moreno/PDFS/chi.pdf, acedido em 01 de Setembro de 2011-

Mayer, R., Fennell S., Farmer, L., Campbell J. (2004). A Personalization Effect in Multimedia Learning: Students Learn Better When Words Are in Conversational Style Rather Than Formal Style. Journal of Educational Psychology, 96(2), 389-395. [Online], disponível em http://tecfa.unige.ch/tecfa/teaching/methodo/Mayer2004.pdf, acedido em 01 de Setembro de 2011.


 

Todas as fotos estão sob licença Creative Commons em:

http://www.flickr.com/photos/davisommerfeld/2110647899/sizes/s/in/photostream/

http://www.flickr.com/photos/geoglauco/1394676390/sizes/t/in/photostream/

http://www.flickr.com/photos/joanabertholo/279889628/sizes/s/in/photostream/

 

Vídeo cérebro e educação em:

http://www.youtube.com/watch?v=1xmfPWR7_xQ&feature=related

Vídeo  educação em:

http://www.youtube.com/watch?v=xtZdP7aMhgY